sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Os preparativos para os Óscares do próximo ano já iniciaram, e já são vários os filmes submetidos à categoria de melhor filme estrangeiro.

Recordamos, que cada país tem o direito de submeter um, e um só filme, e terá de ter sido lançado no último ano.



Portugal escolheu As Mil e Uma Noites; Volume 2, O Desolado; de Miguel Gomes. Destaque ainda para a submissão do Paraguai, uma vez que esta é a primeira da história do país.
  • Alemanha: Im Labyrinth des Schweigens, de Giulio Ricciarelli;
  • Áustria: Goodnight Mommy, de Severin Fiala, Veronika Franza;
  • Bósnia e Herzegovina: Our Everyday Life, de Ines Tanovic;
  • Brasil: Que Horas Ela Volta?, de Anna Mulyaert;
  • Bulgária: The Judgement, de Stephan Komandarev; 
  • Cazaquistão: Stranger, de Ermek Tursunov;
  • Chile: El club, de Pablo Larraín;
  • China: Wolf Totem, de Jean-Jacques Annaud;
  • Coreia do Sul: The Throne, de Lee Joon-ik;
  • Croácia: The High Sun, de Dalibor Matanic;
  • Eslovénia: The Tree, de Sonja Prosenc;
  • Finlândia: The Fencer, de Klaus Härö;
  • Grécia: Xénia, de Panos H. Koutras;
  • Guatemala: Ixcanul, de Jayro Bustamante;
  • Holanda: The Paradise Suite, de Joost van Ginkel;
  • Hungria: Saul fia, de László Nemes;
  • Islândia: Rams, de Grímur Hákonarson
  • Iraque: Memories on Stone, de Shawkat Amin Korki
  • Japão: 100 Yen Love, de Masaharu Take;
  • Jordânia: Theeb, de Naji Abu Nowar
  • Kosovo: Babai, de Visar Morina;
  • Luxemburgo: Baby(a)lone, de Donato Rotunno;
  • Noruega: The Wave, de Roar Uthaug
  • Palestina: The Wanted 18, de Paul Cowan e Amer Shomali;
  • Panamá: Caja 25, de Mercedes Arias e Delfina Vidal;
  • Paquistão: Moor, de Jami;
  • Paraguai: El tiempo nublado, de Arami Ullon;
  • Peru: NN, de Héctor Gálvez;
  • Portugal: As Mil e Uma Noites; Volume 2, O Desolado; de Miguel Gomes;
  • República Dominicana: Dólares de Arena, de Laura Amelia Guzmán e Israel Cárdenas;
  • Roménia: Aferim!, de Radu Jude;
  • Sérvia: Enclave, de Goran Radovanovic;
  • Suécia: A Pigeon Sat on a Branch Reflecting on Existence, de Roy Andersson;
  • Suíça: Iraqi Odyssey, de Samir Taiwan: The Assassin, de Hou Hsiao-Hsien;
  • Venezuela: Dauna. Lo que lleva el río; de Mario Crespo
Próximo
Este é o artigo mais recente.
Mensagem antiga

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Toggle Footer